TV's de LCD & Plasma

Guia de Compras para TV's Uma visita à loja de eletrodomésticos para comprar uma Televisã...
Ler Mais

Guia de Compras para TV's
Uma visita à loja de eletrodomésticos para comprar uma Televisão nova é uma tarefa que pode se tornar tão confusa para tantas pessoas que muitas vezes elas voltam sem comprar nada. A época em que se comprava uma TV CRT conforme o tamanho mais adequado às suas necessidades ou ao seu orçamento já passou. Com tantos tipos diferentes de tecnologia de TV no mercado atualmente, o consumidor tem que saber exatamente o que ele quer numa TV até mesmo antes de se dirigir à loja. Os principais quesitos a serem observados são o tamanho da TV desejada e o quanto você está disposto a gastar.

Um resumo sobre as tecnologias...
LCD – LCD é a abreviatura de 'Liquid Crystal Display', ou Visor de Cristal Líquido, que é um tipo de visor que usa um conjunto de cristais por sobre uma luz de fundo. Quando a voltagem é aplicada a esses cristais eles giram de maneira a permitir que quantidades variadas de luz passem por filtros de cores. Esse é um processo que acontece em cada ponto da tela para essencialmente mostrar a imagem inteira na TV.

Plasma – A TV de plasma é feita de milhões de células contendo gases inertes necessários à iluminação do visor quando carregadas. Cada ponto na tela de uma televisão de plasma é dividido em três "sub-pontos", um para o vermelho, outro para o verde e outro para o azul. Quando o gás nesses sub-pontos tem uma carga aplicada, estes se transformam em plasmas luminosos. Apesar disso acontecer em cada ponto da tela da TV, as cores corretas serão acesas para que a imagem seja criada.

DLP – DLP é seguramente, em termos de tecnologia, o mais complexo dos três tipos de televisão. Um chip DLP contendo mais de um milhão de pequenos espelhos (um para cada ponto da tela) é pequeno o suficiente para caber na palma da mão. Através da inclinação do espelho em direção a, ou se afastando de, uma fonte de luz, os pontos correspondentes ao estado 'ligado' ou 'desligado' podem ser controlados. Já que cada espelho pode ser ligado ou desligado milhares de vezes por segundo, o chip tem a capacidade de manter-se para criar cenas de ação sem maiores problemas. A lâmpada que ilumina esses espelhos é primeiramente filtrada por um disco de cores antes de refletir nos espelhos do chip DLP. Esse disco de cores é que cria o vermelho, o verde e o azul necessários para a criação de uma imagem colorida.

Varredura Entrelaçada x Varredura Progressiva – Colocando o assunto de maneira clara e direta, o entrelaçamento ("Interlace") permite melhorar a qualidade da imagem sem o aumento da largura da banda de transmissão. Isso é feito por meio do desenho das linhas pares primeiro e depois as linhas ímpares na televisão. Este é também um método comum utilizado por emissoras de televisão (emissoras de definição padrão e também muitas emissoras de alta definição). O conteúdo da Varredura Progressiva ("Progressive Scan") - por exemplo, 1080p - consegue atingir uma qualidade e velocidade de projeção superiores porém consumindo mais banda de transmissão daí porquê a maioria das estações de TV não transmitem esse tipo de conteúdo ainda. A Varredura Progressiva desenha a imagem de maneira progressiva, linha a linha.

LCD
Sendo LCD uma tecnologia de visores amplamente disponível, não é difícil encontrar muitos tipos e marcas diferentes no mercado. Apesar da não disponibilidade em tamanhos grandes ter limitado a tecnologia LCD isso deixou de ser verdade. A faixa de tamanho é de 7 pol. a mais de 65 pol. Os tamanhos menores e mais comuns são também mais acessíveis financeiramente porque são produzidos em larga escala para tudo desde TV's a monitores de computador. Quando você adquire tamanhos maiores, normalmente de 50 pol. ou mais, o preço começa a ficar mais alto que os equivalentes de plasma e DLP. Já que a principal fonte de uma imagem LCD é produzida pela tela plana e a luz de fundo correspondente, estas TV's não tem muita profundidade, são populares para serem montadas na parede e tem um melhor desempenho quando mostram imagens estáticas. A notícia boa é que com painéis LCD sendo produzidos em massa numa grande variedade de tamanhos atualmente os preços dessa tecnologia continuam caindo. Ser financeiramente acessível é o que faz da LCD uma escolha muito popular entre os usuários domésticos que não querem gastar muito dinheiro para montar um grande Home Theater. Graças ao design do painel LCD não é necessário se preocupar em gastar tempo com as configurações do visor. Nós falaremos mais desse assunto depois. A época dos painéis de LCD vagarosos onde imagens fantasmas eram um problema também já passou e esta é uma questão que você simplesmente não precisa se preocupar quando for comprar uma TV LCD.

Visualmente, consumidores de LCD muitas vezes desfrutam da escolha de modelos com o típico painel frontal não refletivo e aqueles com revestimento de vidro na frente. Isto é bem diferente das TV's de plasma onde os gases utilizados para criar o plasma são comprimidos entre dois painéis de vidro refletivos. Dependendo do tipo de ambiente onde for instalada a TV de plasma essa frente altamente refletiva pode não ser do gosto do consumidor.

Apesar de existirem alguns contras sobre a TV de LCD, eu pessoalmente não acho esses contras tão importantes assim a ponto de me fazer desistir de comprar uma. Primeiramente, ângulo de visão do visor de LCD, um problema que tem sido continuamente melhorado à medida que a tecnologia evolui, é menor que o dos seus equivalentes de Plasma ou DLP. TV's de Plasma possuem um ângulo de visão de até 180 graus enquanto as de LCD um pouco menos, em torno de 175 graus (acrescente ou diminua alguns graus em cada comparação). Já que os visores de LCD foram projetados inicialmente para um único usuário, tais como monitores de computador, eles tem um "local privilegiado" de visão onde todas as cores e intensidade são melhor balanceadas. TV's de Plasma não tem esse problema de "local privilegiado" e podem ser vistas igualmente de qualquer ângulo. Outro problema que pode vir a acontecer na maioria as TV's de LCD é o vazamento de luz de fundo. Já que a luz de fundo nos visores é o que torna o painel luminoso o suficiente para a imagem se tornar visível, deve estar sempre ligada. Quando um painel LCD fica preto, ele está simplesmente escurecendo os pontos de tela que devem ser escuros mas ainda assim existe luz de fundo acesa por trás desses pontos de tela. Isso muitas vezes causa o preto a não ser tão profundo e intenso mas um pouco mais claro. A depender da qualidade da TV e seu ângulo de visão, o preto na sua imagem pode ficar mais claro, muitas vezes com um tom ligeiramente branco devido ao "sangramento" da luz de fundo. Tenha em mente que isso é comum somente em TV's mais baratas e se você experimentar algumas antes de comprar e gastar seu dinheiro de maneira inteligente você não terá esse tipo de problema.

Plasma
Outra opção na procura pela televisão nova é a TV de Plasma. Estas não vêm em tamanhos tão pequenos quanto suas equivalentes de LCD, mas são tão finas quanto muitas TV's de LCD, logo podem ser montadas na parede também. Ao comprar uma TV grande, a de plasma é uma das opções mais baratas; sendo a DLP outra opção a ser discutida mais adiante. Apesar de a TV de Plasma não possuir a mesma resolução de painéis de LCD de tamanho e preço similares, a maioria das TV's de Plasma atinge 1080p.

Já que a luminosidade é criada por uma reação química em cada ponto da tela e não se baseia em luz de fundo que tem que estar sempre ligada como na tecnologia LCD, uma TV de Plasma vai ter um preto muito superior ao da LCD. Isso será especialmente observado na visualização fora de eixo, onde a LCD normalmente perde a intensidade do preto. Em termos de taxa de contraste, níveis de preto e clareza de percepção dizem que a TV de Plasma tem uma grande vantagem sobre a LCD sob condições de luminosidade normal ou baixa. Quando você está num ambiente iluminado ou com janelas tenha cuidado com reflexos no vidro frontal!

Já que as TV's de Plasma normalmente vem em tamanhos de 42” ou maior, você não deve achar que vai comprar uma TV de Plasma "barata" ou "pequena". Uma vez comprada aquela TV de Plasma nova, muitas pessoas não sabem que pode ocorrer uma "queima" na tela ("burn-in") . Nas primeiras 100 horas a TV deve funcionar num nível de contraste reduzido já que é possível ocorrer uma "queima" permanente na tela. Durante este período você deve assegurar-se que todo o conteúdo que está sendo assistido esteja em modo tela total ("widescreen"). Quaisquer barras de preto nas laterais quando assistir filmes em modo 4:3 contribuirão mais ainda para essa "queima". Após essas 100 horas iniciais a TV vai estar bem menos sensível à "queima" apesar de não totalmente livre dela. Para "queimas" menores, existem aplicativos no mercado que podem ser executados a partir de um computador para tentar consertá-las.

DLP
A última das três grandes opções à sua escolha é a TV de DLP. O método de projeção utilizado nessas TV's as tornam mais profundas que os aparelhos de plasma e LCD com tela de mesmo tamanho. Isso não permite a fixação desse tipo de TV na parede; estas devem ser colocadas numa estante de maneira a posicioná-las num nível ótimo de visualização. Com uma excelente relação preço-tamanho, estas são outro tipo de TV muito populares para aqueles procurando por TV's grandes. Uma televisão de DLP normalmente custará menos que suas equivalentes de plasma de mesmo tamanho. Assim como nas TV's de Plasma, TV's de DLP somente podem ser encontradas em tamanhos grandes (normalmente 42" ou maior). Também, como nas TV's de Plasma, há ausência de luz de fundo por trás do painel. Isso também proporcionará melhor qualidade de preto do que na tela de LCD. Estando dentro de uma faixa de preços acessível, isso significa que você terá uma variedade de opções à sua escolha ao comprar uma TV DLP, portanto acrescente isso à lista de prós. Sendo um formato em contínua evolução, fabricantes de DLP estão começando a resolver alguns problemas encontrados por essa tecnologia no início. O efeito "arco-íris" é algo que pode ser experimentado numa TV DLP com uma lâmpada de fundo. Já que apenas uma cor no disco interno de cores é mostrada por vez, se você fixar os olhos na tela ou se olhar para fora da tela e depois voltar os olhos rapidamente a separação de cores pode ser notada conforme relato de algumas pessoas. Projetos de DLP mais recentes estão resolvendo esse problema ao utilizar luz de fundo LED com LED's RGB para essencialmente substituir a lâmpada tradicional e disco de cores juntos. Isso não somente elimina o custo alto da lâmpada mas também indica que o disco de cores venha a ser objeto de falha no futuro devido ao seu dispositivo mecânico (e como sabemos, alguns dispositivos mecânicos duram para sempre). Diferentemente de DLP's antigos que atingem 1080p através de um método chamado 'Wobulation', novos projetos de chips também estão melhorando isso ao permitir que a TV produza um conteúdo de 1080p por si mesma com alguns espelhos fazendo o "trabalho dobrado".

Conectividade
Por último, você vai querer verificar as opções de conectividade da televisão que você escolher. A maioria das televisões novas usa HDMI para lidar com a maioria das interfaces com outros componentes. HDMI é um sinal de áudio e vídeo completamente digital transmitido por um único cabo. Sendo um sinal digital, está apto a carregar imagens de alta definição de até 1080p para a melhor experiência de visualização no seu novo Home Theater. Mas será que você também quer conectividade com seu PC? Alguns usuários querem a capacidade de integração precisa do seu computador com o Home Theater. Se este é o caso, verifique o tipo de conexão que a TV utiliza para interface com o computador para ter a certeza que seu computador também possui as conexões(normalmente VGA analógica ou DVI digital). Para componentes obsoletos, você deve ter certeza que a TV aceita as entradas básicas de vídeo e áudio RCA porque muitos componentes como câmeras digitais ainda utilizam este tipo de conexão. S-video? Entrada para componente? Entrada para cartão flash? Seus requisitos para todos estes itens dependem do que você pretende conectar ao seu Home Theater agora e no futuro.

Conclusão
Comprar uma televisão para sua casa pode ser uma tarefa assustadora. Para tornar as coisas mais simples eu tentei, com este guia básico de compra, explicar da melhor maneira possível os itens mais importantes que você precisa conhecer em cada área. No entanto, eu fui apenas superficial sobre cada um deles sem escrever um livro inteiro para você. Utilizando seus conhecimentos recentes, provavelmente você será capaz de encontrar a televisão mais adequada às suas necessidades. Eu recomendo que, uma vez encontrada o tipo que melhor lhe atende, você pesquise mais a fundo e visite algumas lojas que fazem demonstrações deste tipo de TV antes de investir seu dinheiro.

Autor: Steve Blackweel
Site: dreamwarecomputers.com

Fechar

Pergunte à Comunidade

Tire uma duvida
Você deve selecionar de 2 a 5 itens para comparação.
Mostrando 1-50 de 1465